Dicas para você tirar sua certificação Microsoft

Dicas para você tirar sua certificação Microsoft

Nos últimos 10 anos de carreira eu fiz muitas provas de certificação Microsoft. Não posso afirmar que obtive sucesso em todas de primeira, mas sem dúvidas acabava sendo aprovado depois de persistir. A questão é que em todas as vezes pelo qual eu não passei foi por que não tinha um método de estudo, simplesmente tentava montar um plano da minha cabeça, fazia cursos que eu entendia que eram bons (Mas não ensinavam os métodos corretos ou não tinham professores de mercado) e acabava investindo o meu dinheiro de forma errada.

Saiba quais são as três dicas que eu separei para você não cometer os mesmos erros que eu cometi ao realizar as minhas primeiras provas de certificações Microsoft.

1. Saiba o que cai na prova
Os exames de certificação da Microsoft geralmente são difíceis, e não são fáceis de se compreender. Os exames fazem perguntas que até pessoas com anos de experiência muitas das vezes não sabem responder. Toda pergunta costuma ter duplo sentido.

Então, como eu posso saber o que cai na prova? A resposta assustadora é que você não pode, pelo menos não tudo. No entanto, você pode dar um suspiro de alívio porque na Internet não é difícil encontrar quais os requisitos de estudo para cada prova. Aqui mesmo no blog sempre estamos postando dicas e conteúdos cobrados nas provas de certificações Microsoft.

2. Encontre um bom material de estudo
Você precisa de um material realmente bom para estudar. Como um profissional que já trabalha anos implementando produtos Microsoft eu tenho acesso a muito material voltado ao assunto. Já fiz vários cursos e dá pra contar nos dedos quais deles realmente fizeram aluma diferença. Eu uso a minha experiência de mercado para criar o melhor guia de conteúdo para a preparação da sua prova. Um recurso de estudo que é pouco utilizado mas é muito bom para os exames da Microsoft é o TechNet (ou MSDN para desenvolvedores).

A Microsoft publica praticamente tudo no TechNet e MSDN, portanto, é altamente provável que quaisquer detalhes técnicos cobertos sejam abordados no TechNet.

Naturalmente, a desvantagem é que muitas vezes há milhares de páginas sobre um determinado assunto, portanto a grande quantidade de informações pode fazer com que o TechNet pareça inutilizável. É aí que entra o fato de você ter um bom guia de estudo, um bom simulado, e um instrutor que seja confiável e que tenha principalmente uma boa vivência de mercado.

3. Pratique, pratique e pratique
Agora que você já sabe o quê cai na prova e já escolheu uma boa plataforma de ensino, assista todas as aulas com muita atenção, tenha acesso ao seu conteúdo Trial coloque a mão na Massa. Uma vez que você já tem um Norte dos assuntos abordados na prova você não vai se perder no produto e já vai saber exatamente o que estudar e implementar para obter sucesso na prova.

Eu espero que essas dicas sejam muito úteis a vocês, não esqueçam de acompanhar sempre o blog. Um grande abraço e até o próximo artigo.

CONVERSATION

0 comentários:

Postar um comentário

Inscreva-se